Translate this Page
Votação!
O que você acha do site?
Excelente
Regular
Ruim
Ver Resultados

Rating: 4.4/5 (269 votos)


ONLINE
1


Partilhe esta Página



O Natal de Jesus
O Natal de Jesus

 

Um convite à eliminação da indiferença, que ultrapassa o vínculo temporal, estendendo-se por todo o ano.

 

O Natal de Jesus é a expressão máxima do amor, da solidariedade e da empatia do Autor da Vida que humildemente tomou a forma humana no útero da sua bendita mãe e fez-se a si mesmo, a um preço elevado, o remédio eficaz para a redenção da nossa humanidade.

O Natal de Jesus, considerando-se solidariedade é a empatia é a negação, a eliminação da indiferença. Quando ele acontece todas as vezes que o Senhor Jesus nasce no coração de alguém, ele elimina a indiferença. Não é possível que alguém seja verdadeiramente o útero espiritual, onde o senhor Jesus se desenvolva, e seja indiferente às pessoas de toda sorte, àqueles que mais necessitam, as crianças, os idosos, o próximo.

O Natal não deveria ser, na consciência coletiva o evento anual. Diferente disso, ele é um evento que deve acontecer diariamente, sobretudo, na vida daqueles que se consideram cristãos. Para estes anulação da indiferença é o Natal de Jesus que acordei assim a cada dia. Ele se fez carne. Habitou entre nós. O seu nome é maravilhoso conselheiro, Deus forte, pai da eternidade, príncipe da paz.

Ele não passou por este mundo indiferente aos pobres, aos pecadores. É capaz de olhar os olhos do publicano Zaqueu, abraçá-lo e dar a ele a chance de ser uma pessoa diferente. De levantar a mulher samaritana sentada à beira do Poço de Jacó e mudar o sentido da sua vida. De perdoar a mulher apanhada em adultério e oferecer a ela uma nova chance. De transformar a história dos dez leprosos que com Ele se depararam numa estrada. Até mesmo aquele ladrão, que estava crucificado ao seu lado na cruz não encontrou em Jesus um Deus indiferente.

Natal é anulação da indiferença. Ele não é indiferente ao sofrimento, à dor, à tristeza e compreende perfeitamente a família que não consegue sentar-se à mesa e comemorar e festejar o Natal de 2020. Mas tendo uma cadeira vazia, pela falta de um adquirido, Ele o Emanuel, o Deus que não é indiferente senta-se a essa cadeira, abraça o dorido de coração e estende a ele a sua mão, o seu amor e a sua misericórdia.

Que Deus te ajude. Que nós sejamos mais solidários, mais empáticos, menos indiferentes, E desta forma possamos reproduzir verdadeiro sentido do Natal de Jesus.

Tenha um Natal abençoado juntamente com a sua família.

Que Deus abençoe a sua casa.

Que Deus abençoe o Brasil.

 

Assista à mensagem completa:

 

 

FONTE: GUIAME, ROBERTO DE LUCENA

 

topo