Translate this Page
Votação!
O que você acha do site?
Excelente
Regular
Ruim
Ver Resultados

Rating: 4.4/5 (269 votos)


ONLINE
1


Partilhe esta Página



No meio da guerra, há lampejos do Sol da Justiça
No meio da guerra, há lampejos do Sol da Justiça

(Foto: Charisma)

 

E sabe o que isso significa? Que somos vencedores!

 

2020. Que ano! Quantas lutas. Mas também, não podemos negar que houve muitas vitórias. Precisamos e devemos valorizar cada pequena conquista, especialmente quando o momento é difícil, quando a luta é acirrada, quando o combate é longo. A Bíblia nos ensina isso.

Quando temos esse olhar no meio da guerra, podemos ser gratos. Quando somos gratos, não deixamos com que a murmuração tome nossos lábios, mas sim o louvor. Ter fé é isso.

É muito mais fácil sermos dominados pelo medo, pela angústia, pelo desespero... As situações se agigantam e querem nos sufocar, mas quando deixamos não nos entregamos a elas, podemos ver um lampejo do Sol da Justiça no meio da nossa tempestade. E sabe o que isso significa? Que somos vencedores!

O apóstolo Paulo ensina: “Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.” (1 Tessalonicenses 5:18). Essa atitude só é possível quando entendemos que o Sol da Justiça está brilhando em nossa vida. Quando temos fé, ou seja, a certeza de que não sucumbiremos em meio à guerra.

2020 está terminando. A grande maioria de nós dirá: Ufa! Mas não podemos sair dele sem levarmos lições importantes em nossa vida e ministério. E creio que a maior delas é que não importa quem somos, o quanto temos de dinheiro, qual nossa escolaridade... nada absolutamente nos faz isentos de DEPENDER de Deus.

Nossa (frágil) vida está nas mãos (potentes) Dele! Essa lição traz consigo algo reconfortante: Como filhos, somos cuidados pelo Pai e Ele sabe o que é melhor para nós. Isso não te traz paz? Isso não espanta suas preocupações? Saber disso não te deixa feliz? Afinal, não estamos abandonados, mas cuidados pelo PAI!

2020 será página virada em poucos dias. Mas tudo que vimos neste ano deve servir para que sejamos pessoas melhores, mais confiantes em Deus, menos arrogantes. As guerras não são fáceis, mas quando não existe a claridade do Sol da Justiça no meio das batalhas fica ainda pior. Então, devemos ter em nossa mente que sairemos deste ano fortalecidos, amadurecidos, com cicatrizes sim, mas também com histórias do cuidado de Deus sobre nós.

2020 deve ser lembrado. Não podemos negar as guerras e suas consequências. Ao contrário, devemos fazer delas nosso professor. Devemos aproveitar suas lições e nos tornarmos pessoas mais confiantes e mais verdadeiras, reais e humanas.

2020 será um ano para entendermos quão insignificante somos diante de algo que nem enxergamos – um vírus!

2020 será um ano para entendermos quão amados somos diante daquele que não vemos, mas é real – DEUS!

Finalizo cantando com você:

“Vamos à presença dele com ações de graças; vamos aclamá-lo com cânticos de louvor. Pois o Senhor é o grande Deus, o grande Rei acima de todos os deuses.” (Salmos 95:2-3)

 

FONTE: GUIAME, DARCI LOURENÇÃO

 

topo