Translate this Page
Votação!
O que você acha do site?
Excelente
Regular
Ruim
Ver Resultados

Rating: 4.6/5 (245 votos)


ONLINE
2


Partilhe esta Página



Minha casa na pandemia
Minha casa na pandemia

(Foto: Crosswalk)

 

Cultive e guarde o seu lar, pois ele pode ser seu pequeno paraíso, apesar do caos que reina lá fora.

 

A primeira centena de dias já foi. Não queríamos que fosse assim. Gostaríamos que já tivesse terminado, que já estivéssemos de volta à normalidade, trabalhando, abraçando, indo, vindo, viajando, passeando, vivendo. Mas não. Cá estamos nós, cada qual em sua casa, com os seus, tentando viver uma vida para a qual não fomos preparados.

Como cuidar da casa nessa pandemia? Emoções que sobem e descem, alternando irritações, conflitos, solidões, desesperos, ansiedades, preocupações, medos, sustos, desânimos, tristezas, desmotivações. Tudo isso vai complicando nossa capacidade, nossa criatividade, nossa confiança, às vezes até mesmo nossa fé, lamentavelmente.

Mas a família está lá. O ambiente de concreto naqueles metros quadrados no qual se habita, está lá, sol que nasce, sol que se põe, e nada muda, o cenário e as pessoas são os mesmos a meses. Você não pode se entregar, cair, desistir, por isso a pergunta segue: como cuidar da casa nessa pandemia?

“Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para cultivar e o guardar.” Genesis 2:15. Penso que ao criar o mundo Deus já orientou, aconselhou e equipou o homem com as estratégias certas para uma hora tão complicada como esta que nosso mundo está passando.

Éden é lugar de delícias. Éden é o nosso ideal de paraíso. Éden foi o presente de Deus dado a nós como sendo o lar perfeito. Se é lugar de delícias não pode ser lugar de pecado, pois as “delícias” do pecado não se comparam às delícias da pureza, santidade e felicidade existentes e originais no Éden.

O lugar era perfeito e, para continuar assim, precisaria de cultivo. No caso, Deus estava dando a possibilidade incrível de uma parceria com Ele, aquela oportunidade imperdível de participar na obra dEle, de louvar o santo nome dEle com ações. Cultivo implica em cuidado, paciência, zelo, disciplina, respeitar etapas, fases, ciclos. Em todo processo o casal estaria envolvido nas coisas de Deus, portanto fazendo a perfeita e plena vontade de Deus. Um luxo. E um sonho!

Mas tem a outra ordem: guardar. Mesmo o perfeito Éden, sem pecado, com a visitação diária do Criador, precisava de guarda, de proteção, de vigilância. Provérbios 4:23 nos ajuda neste ponto ao afirmar que “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Foi exatamente aí que o primeiro casal falhou, abriu o coração para a sedução do poder, da vaidade e do orgulho, enfim, não soube guardar a fonte.

Assim, homem e mulher foram expulsos do Éden e, fora do jardim, passaram a enfrentar riscos de violência, morte, doença, pragas. Sua casa é seu Éden. Lá fora existem riscos bem mais graves que o coronavírus, existem tentações e seduções que jamais você deveria deixar seu coração exposto. Cultive e guarde o seu lar, pois ele pode ser seu pequeno paraíso, apesar do caos que reina lá fora.

Não acredite e nem se arrisque a crer no acaso. Como afirma Gênesis 2:15, foi o Senhor Deus quem colocou o homem no jardim. Quem te colocou bem aí, no seu lar, com esta família pra ser cultivada e guardada, também foi o Senhor Deus, não foi o acaso.

Bastava ao primeiro casal manter-se num relacionamento de obediência desfrutando do amor e dos presentes de Deus. O mesmo basta a nós. Fique firme, cultive e guarde o seu jardim com as armas da fé e da oração, permita que o sangue do Cordeiro Jesus seja derramado na porta dos corações de todos na sua casa, a fim de que praga alguma aí penetre.

A pandemia, em nome de Jesus, vai passar. A sua casa, em nome de Jesus, não precisa passar! Cultive com seu amor e a guarde com todas as suas forças. A fé de todos nós está sendo provada, é hora de resistir, de suportar as dores, de esperar nEle. Os vendavais e tempestades desta pandemia enfim vão passar, e toda casa construída na rocha chamada Jesus, permanecerá. Portanto, continue crendo, confiando, cultivando e guardando. Paz!

 

FONTE: GUIAME, EDMILSON FERREIRA MENDES

 

topo