Translate this Page
Votação!
O que você acha do site?
Excelente
Regular
Ruim
Ver Resultados

Rating: 3.9/5 (378 votos)


ONLINE
2


Partilhe esta Página



Era uma vez
Era uma vez

(Foto: Pixabay)

 

A história do natal bíblico se constitui no “era uma vez” insuperável de todas as eras.

 

Dezembro chegou. Época de muitas luzes pela cidade, pelas casas, pelos shoppings. É natal, o feriado mais comemorado na maior parte do mundo. Independente de fé, até ateus pegam carona para fazer bombar seus comércios. O clima está no ar, quase que dá pra se ouvir o ho, ho, ho do chamado bom velhinho.

A data já inspirou muitos contos de Natal, a maioria bem distante da história do natal cristão. Mas todos os contos e histórias trazem em si um ponto comum, sempre começam com o inconfundível “era uma vez”, e então, na sequência, somos expostos a uma narrativa, uma história pensada pra conquistar nossas emoções e preferência.

Era... pode ser um verbo, mas também pode ser um espaço de tempo, uma era. Uma... pontua a exclusividade de um momento, um fato, um acontecimento, uma história singular e única. Vez... parece que todos carregam uma senha na fila da vida, e para todos que sabem esperar pacientemente, sua vez chega.

A história do natal bíblico se constitui no “era uma vez” insuperável de todas as eras. É única e fundamental para a esperança de toda raça, tribo, nação e língua. E cada um que tem contato com o natal que fez nascer o menino Jesus, finalmente pode exclamar: chegou a minha vez! Aquele momento quando Jesus nasce no coração, seja qual for o mês e o dia do ano, não importa, o importante é Ele nascer.

A cada ano você ouvirá muitas histórias, será impactado por inúmeros filmes, escandalizado por outros, enfim, a história do menino Jesus seguirá sendo violentada na pureza de sua narrativa, de seus personagens, de sua simplicidade, verdade e grandiosidade. Não se deixe impressionar nem permita que sua fé se iluda na crença de contos que até podem ser belos, porém desprovidos do único natal que carrega em si o milagre da salvação, aquele que traz a mensagem que faz cessar tristezas, pois sempre será uma boa nova de grande alegria.

Era... uma... vez! O verdadeiro natal aconteceu uma única vez. E foi de uma vez por todas. Seu significado foi absolutamente decisivo, a ponto de marcar a narrativa da história entre Antes de Cristo e Depois de Cristo. Que as luzes brilhem nas casas e nas praças, nas ruas e nas avenidas, mas acima de tudo que a luz de Jesus brilhe sobre você em todo o tempo, desde o dia em que começou na sua vida o seu particular “era uma vez”!

 

FONTE: GUIAME, EDMILSON FERREIRA MENDES

topo