Translate this Page
Votação!
O que você acha do site?
Excelente
Regular
Ruim
Ver Resultados

Rating: 4.5/5 (257 votos)


ONLINE
1


Partilhe esta Página



Deus age nos bons e maus momentos
Deus age nos bons e maus momentos

José Governador do Egito

 

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. (Rm 8.28)

 

Paulo começa o versículo com uma afirmação: Sabemos; assim como no v.22. O Cristão possui conhecimento sobre diversas coisas. Mas, também, há muita coisas que ainda não sabemos, como por exemplo no v.26, onde Paulo escreve: pois não sabemos como orar. Vivemos numa constante tensão entre aquilo que sabemos e o que não sabemos.

Em Rm 8.28, são enumeradas quatro verdades acerca da providência de Deus que nós sabemos:

A primeira coisa que sabemos é que Deus age em nossas vidas. A melhor versão para esse texto seria a de que Deus age em todas as coisas para o bem e não que todas as coisas cooperam para o bem, visto que existem muitas coisas que, por si só, nunca produzirão bem algum. Porém, se Deus for o agente por traz dessas coisas, Ele tem poder para transformá-las, por mais mal que possam produzir, em resultados benéficos para nós.

Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá? (Is 43.13). É Deus quem está no controle. É Ele que está agindo em todas as coisas. É Ele que está por traz da historia. E quando Ele está agindo, quem pode impedi-lo? O próprio Paulo questiona: Se Deus é por nós, quem será contra nós? (v.31).

Quando Josué precisou assumir a liderança do povo de Israel, às margens do Jordão, ele sabia que enfrentaria guerras e grandes e terríveis dificuldades quando passasse o rio e entrasse na terra prometida para possuí-la. Ele tinha sido um dos 12 que espiaram a terra de Canaã 40 anos antes. Nesse momento, Deus faz uma promessa para ele: Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei (Js 1.5). Era o que Josué precisava ouvir. Ele conhecia a Deus e sabia que, se o Senhor estivesse com eles, agiria em seu favor, para lhes manifestar o bem.

Portanto, podemos descansar no Senhor. Podemos confiar. Ele está sempre conosco agindo seja em bons ou maus momentos da nossa vida.

A segunda verdade que sabemos é que Deus age em todas as coisas. Essa afirmação todas as coisas deve incluir o contexto onde Paulo fala de sofrimentos citados no v.17 e os gemidos do v.23. Deus age em todas as coisas, inclusive sofrimentos e gemidos. Assim, tudo que há de negativo nesta vida passa a ter um propósito positivo na execução do plano eterno de Deus. Nada escapa aos limites do seu governo e de seu domínio.

A terceira verdade que sabemos é que Ele age em todas as coisas para o bem. Agora, qual é o propósito de Deus? Qual será o objetivo para tudo o que acontece conosco? Em Jeremias 29.11 Deus anuncia seus pensamentos sobre nós: Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.

Os objetivos do Senhor para nós são os de produzir o bem que esperamos. E principalmente nos dar um futuro. Vida Eterna! Esse é o objetivo final e principal para Deus com relação a tudo o que acontece conosco.

A quarta afirmação verdadeira que sabemos é que nosso Deus age para o bem daqueles que o amam. O agir de Deus utilizando todas as coisas para produzir o bem tem um público alvo. O texto não expressa um otimismo generalizado e superficial, dizendo que no final tudo acabará dando certo para todo mundo.

Por todo o capítulo 8 somos informados quem são: v.1 - os que estão em Cristo Jesus; v.9 os que vivem no Espírito; v.15 os que foram adotados por Deus; v.23 os que têm os primeiros frutos do Espírito; v.28 os que amam a Deus e foram chamados.

Deus tem compromisso com o fiel, com aquele que entrega sua vida a Cristo e vive a sua vontade. Ele é fiel com quem é fiel com Ele. A carta para a igreja de Esmirna, em Apocalipse capítulo 2, é uma das poucas escritas para uma igreja fiel. Deus não tinha aparentemente nada contra aqueles irmãos que enfrentavam grande perseguição. Uma das promessas que Deus faz a eles é: ... Seja fiel até a morte e eu te darei a coroa da vida (Ap 2.10c). Mas Deus não tem compromisso com o infiel.

São estas as quatro verdades acerca de Deus que nós sabemos. Nem sempre compreendemos e muito menos aceitamos o que Deus faz. Ele também não age para nossa comodidade. Mas, sabemos que em todas as coisas Ele age para o nosso bem supremo. Era esta a convicção de José com relação à crueldade de seus irmãos quando o venderam como escravo para ser levado ao Egito: Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos (Gn 50.20).

 

Fonte: Guiame - Pr. Anderson Guarnieri

 

topo